Salmo

domingo, 22 de agosto de 2010

ser hospitaleiro

 
 
“...praticai a hospitalidade” (Rm 12:13)

Apesar de ser um elemento muito presente e praticado na cultura judaica, a hospitalidade é uma virtude que deve ser praticada por todos que desejam agradar a Deus em todos os povos do mundo.

Ser hospitaleiro é receber e tratar as pessoas bem. Podemos ser hospitaleiros em nossa casa, em nossa igreja, em nossa escola, em nosso carro, em nosso trabalho, etc. Ser hospitaleiro é exercitar o amor ao próximo e cumprir a regra de ouro dada por Jesus: “Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam..." (Mt 7:12 - NVI)

Conheço um pastor que dizia que se alguém quer discipular pessoas e ensinar o evangelho a elas, deve abrir a porta da geladeira de sua casa, ou seja, deve ser hospitaleiro e oferecer o melhor que tem, trazendo as pessoas para dentro de uma hospitalidade amorosa, não egoísta e que vem de Deus.

Hoje somos muito individualistas e fechados em nós mesmos; isso infelizmente tem matado esta bela virtude em nossa vida. A hospitalidade tem sido algo raro na vida das pessoas.

Conheço pessoas que não são capazes de oferecer nem mesmo um copo de água fria ou de refresco aos seus convidados. Pessoas que mostram grande frieza e falta de hospitalidade para com o próximo. Transparecem seu egoísmo, falta de consideração e falta de amor, pois tem todas as condições de praticar a hospitalidade e não o fazem.

Conheço também pessoas que mesmo sendo humildes são hospitaleiras. Estas pessoas recebem tão bem, cuidam com tanto carinho e amor, que chega até a aquecer o coração do hóspede. Estas pessoas praticam a hospitalidade, e isto, é uma virtude admirável em suas vidas, que transparece a presença viva de Deus e um amor que fala ao coração das pessoas.

Tenho certeza que você também conhece estes dois tipos de pessoas e sabe a diferença que a hospitalidade faz.

O texto bíblico insiste que devemos tornar a hospitalidade uma prática em nossas vidas. Já ouvi pessoas dizerem que não voltam a determinados lugares por causa da forma fria em que foram tratadas. Infelizmente temos muitos crentes que não são hospitaleiros, e isto é uma perda para o reino de Deus.

Creio que um bom começo seria lidar com as pessoas com maior bom humor, com um sorriso nos lábios, com educação, com respeito, tratando-as como gostaríamos de ser tratados. E, é claro, não se esquecendo da regra importante que aprendemos hoje: abra a geladeira da sua casa para as pessoas!

Nenhum comentário: