Salmo

domingo, 10 de abril de 2016

Espera no Senhor

 

 "Se o Senhor quer…"

Planos, atividades e projetos. Tudo sobre o futuro. “amanhã farei isto ou aquilo”. “Em tal dia eu irei lá”. “No dia tal deste mês vou iniciar este trabalho”. Não há nada de errado em fazer planos e ter visões para o futuro. O que é errado, contudo, é fazer planos que não sejam submetidos ao Senhor e dos quais não buscamos a Sua aprovação. Tiago nos diz algo a respeito:
Tiago 4:13
“Eia agora vós, que dizeis: Hoje, ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos.” Contudo não sabeis o que acontecerá amanhã. Pois o que é vossa vida? É como vapor que aparece por um tempo e logo se vai. Ao contrário deveria dizer, “se o Senhor quiser, faremos isto ou aquilo.” Você, porém se vangloria em sua soberba. Toda soberba é maligna.”
Ao fazer planos há algo muito importante, o “se”, que jamais deveríamos deixar de usá-lo: “se o Senhor quiser, faremos isto ou aquilo.” Fazer planos não é ser arrogante. O que é arrogante é comportar-se como se tivesse total autoridade sobre a realização desses planos, isto é, ter controle sobre o amanhã. Como sabemos ninguém tem tal autoridade. “Você não sabe o acontecerá amanhã.”
Um exemplo de bom planejamento é dado por Paulo em Atos 18:21. Encontraremos Paulo em Éfeso cumprimentando os fiéis em seu caminho a Jerusalém:
Atos 18:20-21
“E, rogando-lhe eles que ficasse por mais algum tempo, não conveio nisso. Antes se despediu deles, dizendo: É-me de todo preciso celebrar a solenidade que vem em Jerusalém; mas querendo Deus, outra vez voltarei a vós. E partiu de Éfeso.”
e novamente em I Coríntios 16:5-7, referente à Igreja de Corinto desta vez:
“Irei, porém, ter convosco depois de ter passado pela Macedônia (porque tenho de passar pela Macedônia). E bem pode ser que fique convosco, e passe também o inverno, para que me acompanheis aonde quer que eu for. Porque não vos quero agora ver de passagem, mas espero ficar convosco algum tempo, se o Senhor o permitir.”
“Se o Senhor permitir, “Querendo Deus”, “Se Deus quiser” devia acompanhar cada plano que fazemos. Cada plano devia ser entregue nas mãos do Senhor. Ele também tem um plano para nossa vida. Como Jeremias 29:11 nos diz:
Jeremias 29:11
“Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.”
Também Isaías 55:8-9
“Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.”
E Salmo 40:5
“Muitas são, SENHOR meu Deus, as maravilhas que tens operado para conosco, e os teus pensamentos näo se podem contar diante de ti; se eu os quisera anunciar, e deles falar, säo mais do que se podem contar.
e Efésios 3:20-21
“Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera. A esse glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém.”
Você pensa muito sobre si mesmo e o seu futuro? Bem, Deus pensa muito mais. Os pensamentos de Deus a seu respeito são mais que possa enumerá-los. Eles são incontáveis! Se seus planos não se concretizaram e você pergunta “Por que, Deus?” E mostra como você planejou maravilhosamente sua vida, lembre-se como são maiores os planos de Deus em comparação com os seus. Lembre-se que Seus pensamentos por você são mais do que você possa numerar e esses pensamentos são de paz e não malignos. Se houve um plano que Deus não tenha abençoado, não é porque ele negligenciou você nem porque Ele não o ama, mas porque não era a Sua perfeita vontade e aceitável para a sua vida. A vontade e os planos de Deus são de fato perfeitos.
Para concluir, não é errado fazer planos. Contudo esteja certo que em seus planos você coloque “a vontade de Deus” ou como Cristo disse: “não seja como eu quero, mas como tu queres.” (Mateus 26:39).
Anastasios Kioulachoglou

terça-feira, 5 de abril de 2016

ORAÇÃO E SEUS EFEITOS

A oração de um justo pode muito em seus efeitos.

"Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos." (Tiago 5:16)
Quando estamos nos consagrando em louvor ao SENHOR DEUS, quando estamos naquela oração gostosa diante do nosso Pai, devemos estar bastante atento e prestando bastante atenção na benção que DEUS quer dar a nos através da nossa oração. Nesse momento, sentimos que realmente DEUS nos visitou.
O rei Salomão estava consagrando um templo, ele fez uma oração muito abençoada. No versículo 22 de Primeira Reis diz: “E pôs-se Salomão diante do altar do SENHOR, na presença de toda a congregação de Israel; e estendeu as suas mãos para os céus.” (1 Reis 8:22) Em seguida, o rei abençoa todo o povo de Israel. “Sucedeu, pois, que, acabando Salomão de fazer ao SENHOR esta oração e esta súplica, estando de joelhos e com as mãos estendidas para os céus, se levantou de diante do altar do SENHOR. E pôs-se em pé, e abençoou a toda a congregação de Israel em alta voz, dizendo.” (1 Reis 8:54,55)
Quando você entrar na presença de DEUS em consagração, você deve orar dirigido pelo ESPÍRITO SANTO, sobre aquele entendimento que aprendeu de DEUS pela Sua palavra. Pois, quando oramos, o SENHOR DEUS fala conosco, como fez com Salomão. Quando o rei Salomão terminou a oração ergueu suas mãos em direção a congregação de Israel e os abençoou. 
“Bendito seja o SENHOR, que deu repouso ao seu povo Israel, segundo tudo o que disse; nem uma só palavra caiu de todas as suas boas palavras que falou pelo ministério de Moisés, seu servo.” (1 Reis 8:56) Entenda bem. Se o SENHOR DEUS honrou ao seu servo Moises de tal maneira que nenhuma de Suas Palavras caiu das que entregou a ele, quanto mais honraria o SENHOR de todas as palavras que nos deu escritas na Bíblia Sagrada, exatamente aquelas que Ele aviva em seu coração e que a fez tomar conhecimento. 
Quando você entender que aquela benção escrita na Bíblia Sagrada é sua, ore a DEUS sobre ela. Mas, se a benção não vier, pergunte ao SENHOR, peça-O que mostre o que esta atrapalhando de ser abençoado. Pode ser pecado, às vezes não, talvez falta de entendimento da Palavra, ou as vezes DEUS quer lhe mostrar algo, mas, paira em você uma distração espiritual. "O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento." (Oséias 4:6) 
Meu querido amado, temos que entender que temos o direito e o dever, como filhos e filhas de DEUS, de tomar posse das bênçãos garantidas por JESUS na cruz do calvário, bênçãos essas pagas a preço de sangue. “Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” (Isaias 53:4,5) Ninguém pagaria tanto por tão pouco. Você não acha? 
Então, em uma única oração, com determinação, crendo verdadeiramente na palavra de DEUS, falando sério, sem medo e sem vacilar, diga para o diabo: “Diabo, tira as suas patas sujas da minha vida, pega tudo o que é seu e bata em retirada em nome do SENHOR JESUS”. O nosso Salvador JESUS CRISTO já nos garantiu essa autoridade sobre as trevas. "E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios." (Marcos 16:17)
O rei Salomão estava abrindo o entendimento do seu povo. “O SENHOR nosso Deus seja conosco, como foi com nossos pais; não nos desampare, e não nos deixe. Inclinando a si o nosso coração, para andar em todos os seus caminhos, e para guardar os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos que ordenou a nossos pais. E que estas minhas palavras, com que supliquei perante o SENHOR, estejam perto, diante do SENHOR nosso Deus, de dia e de noite, para que execute o juízo do seu servo e o juízo do seu povo Israel, a cada qual no seu dia.” (1 Reis 8:57-59) Salomão não retirou sua oração.
Amado, não retire a sua oração. Fez a oração da fé, não retroceda nas suas palavras, creia. "Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos." (Tiago 5:16) As suas palavras estarão diante do SENHOR.
Para que todos os povos da terra saibam que o SENHOR é Deus, e que não há outro.” (1 Reis 8:60) Seu sucesso será um testemunho para seus familiares, amigos e para tantos outros que ouvirem falar do poder de DEUS. 
E seja o vosso coração inteiro para com o SENHOR nosso Deus, para andardes nos seus estatutos, e guardardes os seus mandamentos como hoje.” (1 Reis 8:61) Tenha um coração inteiro diante de DEUS, pois do contrario, você não vai andar nos estatutos e nos mandamentos de DEUS, naquilo que já esta estabelecido por DEUS e que as revelou.
A revelação de DEUS vem de três formas: Através de uma declaração de um fato; De uma promessa; E de uma repreensão. "Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te." (Apocalipse 3:19) 
Declaração: A cura é uma declaração de um fato, pois o SENHOR JESUS já levou nossas dores, nossas enfermidades e nossos pecados na cruz do calvário.
Promessa: Quando a Palavra de DEUS alcança você e abre o seu entendimento e você entende que o SENHOR quer fazer de você uma benção. Você deve orar e buscar no que DEUS o fez entender e tornar realidade em sua vida. Isso é um mandamento de DEUS!     
Repreensão: Muita gente não gosta de ser repreendido, mas a repreensão é uma das coisas mais lindas que DEUS faz com os seus filhos. Quando estamos nos desviando dos caminhos do SENHOR, quando estamos sendo contaminados pelo pecado e parece que não tem mais jeito, pela sua misericórdia, o nosso DEUS nos repreende. Ás vezes, de maneira branda, outras, bastante dura.
A repreensão de DEUS é algo que não devemos desprezar, para que andemos com o nosso coração completo, perfeito e inteiro diante de DEUS. "E seja o vosso coração inteiro para com o SENHOR nosso Deus, para andardes nos seus estatutos, e guardardes os seus mandamentos como hoje." (I Reis 8:61) Com o coração perfeito, você vai clamar pela promessa, vai tomar posse da declaração e vai se curvar diante da repreensão de DEUS.
Nunca se insurja quando DEUS lhe disser que uma pratica é errado. Quando vier ao seu entendimento que tal pratica a palavra condena, você deve dizer: “SENHOR DEUS, me perdoa, aqui esta o ex-praticante desse tal erro. A partir de agora quero somente andar contigo.” Agindo assim, você vai agradar a DEUS, e quando o SENHOR fica feliz com as nossas atitudes, Ele nos fortalece. "Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto não vos entristeçais; porque a alegria do SENHOR é a vossa força." (Neemias 8:10)                                                                                                                                
Amado, se o SENHOR o tem repreendido diga para Ele: “SENHOR DEUS muito obrigado, vou caminhar na sua repreensão.” Obedeça ao SENHOR e cumpra a Sua Palavra, agindo assim, você vai encontrar a verdadeira felicidade que tanto procurava. Amem. 

segunda-feira, 4 de abril de 2016

O Senhor há de te conduzir em triunfo!

 
 
O Senhor há de te conduzir em triunfo!

"Disse pois: Irá a minha presença contigo para te fazer descansar."
Êxodo 33:14

A Presença de Deus em nossa vida, 
é o que nos dá garantia de vitória de descanso e de triunfo!
A Presença do Senhor nos fortalece.
Para termos a presença de Deus precisamos orar, 
precisamos ler a palavra, 
precisamos buscar comunhão diária com o Senhor.
"Ele atenderá à oração do desamparado, e não desprezará a sua oração."Salmos 102:17
Certos de que o SenhoR não despreza nossa oração, 
devemos estar sempre buscando comunhão intima com o Senhor por meio da oração.
Servimos um Deus que tem poder sobre todas as coisas e que é fiel para nos proteger!

  Adailton Cavalcante

domingo, 3 de abril de 2016

Deus esta trabalhando






Primeiro Faça a Lição de Casa 
Por Rick Boxx

Assisti pela televisão a um reality show intitulado “Shark Tank” (N.T. em português, “Shark Tank: Negociando com Tubarões”), no qual cinco investidores de sucesso consideram financiar empreendimentos inovadores. Nesse episódio um jovem empreendedor cometeu o maior dos erros de estratégia. Ele não preparou adequadamente sua apresentação para conquistar o interesse e suporte dos investidores. 

Aquele provável homem de negócios corajosamente pediu aos cinco investidores, que são chamados de “tubarões” por ser este um termo usado algumas vezes para descrever líderes empresariais muito agressivos e perceptivos, para investirem US$ 1 milhão em seu inovador empreendimento. Esse jovem, porém, não tinha feito sua lição de casa. Com um mínimo de pesquisa ele teria compreendido que o seu pedido de financiamento era ridiculamente elevado, especialmente porque ele ainda não fizera nenhuma venda e seu produto, embora interessante na teoria, ainda não fora testado. 

O aspirante a empreendedor claramente também não estava preparado para responder às perguntas básicas dos “tubarões”, típicas do programa, nada extremamente complicado ou capcioso. Na verdade, aqueles homens de negócios poderiam ter providenciado os recursos para que ele iniciasse o seu empreendimento, mas o jovem falhou em fornecer a eles as informações que pediram. Sua falta de compreensão de todo o processo de desenvolver e apresentar um plano de negócios crível fez com que saísse do programa de mãos vazias e desapontado.

A Bíblia apresenta bons conselhos sobre a forma apropriada de abordar uma situação assim. Provérbios 3:13-14 ensina:  “Como é feliz o homem que acha a sabedoria, o homem que obtém entendimento, pois a sabedoria é mais proveitosa do que a prata e rende mais do que o ouro.” Um aspirante a empresário mais sábio teria se aconselhado com algum conhecido que tivesse experiência e discernimento sobre os “como, o que e por quê” de se iniciar uma nova empreitada. Tal pessoa então, de posse dessas informações, formularia um plano de negócios e pediria ao seu “mentor” que o revisasse antes de fazer uma apresentação pública tão crucial. 

Talvez você não esteja iniciando um novo negócio. Este princípio, contudo ainda se aplica quer você esteja buscando convencer um cliente potencial a comprar seus produtos e serviços, tentando influenciar um consumidor sobre uma estratégia que você acredita ele poderia empregar, ou apresentando um novo conceito ou procedimento a empregados acostumados a fazer as coisas “do modo antigo”. Antes de expor suas ideias aos outros, você deve fazer sua lição de casa para compreender o que é esperado. Seus resultados serão muito melhores. Aqui estão outros princípios bíblicos relacionados a este processo, não importa qual seja sua plateia:

Aborde as primeiras coisas em primeiro lugar. Às vezes o entusiasmo sobre um projeto nos leva a pular etapas, deixando de completar o trabalho preliminar que é essencial para o sucesso duradouro. “Termine primeiro o seu trabalho a céu aberto; deixe pronta a sua lavoura. Depois constitua família.”  (Provérbios 24:27). 

Ancore os preparativos na oração. Enquanto faz a necessária “lição de casa”  e busca conselhos sábios sobre como proceder, também é prudente orar pedindo a Deus para dirigir cada passo ao longo do caminho. “Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.” (Provérbios 16:3). 

Confie em Deus quanto aos resultados. Se estivermos corretamente preparados poderemos confiar em Deus pelas decisões que ao final serão tomadas.  “O coração do rei é como um rio controlado pelo Senhor; Ele o dirige para onde quer.” (Provérbios 21:1).

segunda-feira, 28 de março de 2016

Batalha Espiritual

Texto: 2 Coríntios 10:4

“Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim, poderosas em deus, para destruição das fortalezas”

Ao se falar em batalha espiritual temos sempre em mente a idéia de guerra, de luta, de combate. Ao estudarmos profundamente sobre o assunto, vemos que a batalha espiritual envolve tudo isso, mas vai muito além de guerrear, e tornou-se um dos grandes desafios da Igreja do Senhor Jesus nos dias de hoje.

Quando buscamos na Palavra de Deus subsídios para entendermos como de fato devemos nos posicionar com relação a batalha espiritual, vemos uma grande ensinamento do Apóstolo Paulo, quando enfrentava na Igreja de Corinto uma oposição ferrenha à sua autoridade apostólica, e, seus adversários tentavam persuadir a igreja a rejeitá-lo. E vemos no capítulo 10, o apóstolo defendendo sua autoridade apostólica, ensinando aos seus discípulos em Corinto que as armas das nossas milícias não são carnais, mas poderosas em Deus para destruição das fortalezas.

Que fortalezas são essas? São os arraiais que satanás monta à nossa volta. Ele sabe muito bem, que precisa incutir pensamentos destrutivos para derrubar as pessoas, e nós precisamos estar conscientes de que a guerra espiritual com relação às fortalezas por ele levantadas em nossa mente é ferrenha.

Satanás não está brincando de matar, roubar e destruir. Esta é a sua missão, e ele é obstinado por ela

Às vezes as pessoas de acomodam com a idéia de que a minha salvação estando garantida o que vir é lucro, e não tem determinação para viver uma vida de abundância, de qualidade, saudável espiritualmente, e estão sempre com suas forças minadas por satanás. E assim temos visto lares, casamentos, ministérios, projetos e sonhos serem totalmente destruídos.

Mas a Palavra de Deus diz que as nossas armas não são carnais, mas poderosas em Deus, para destruir fortalezas, e precisamos crer nisso!!!!. Amém!!!???

Um fator interessante de se ressaltar, é a tremenda confusão que se faz com armas e armadura. Muita gente acha que entrar numa batalha espiritual é simplesmente se revestir com a armadura de Deus e pronto. Com isso temos visto muitos crentes entrar e sair de uma batalha espiritual literalmente arrebentado. Porque?

Porque a armadura é uma proteção, mas usar as arma é uma tomada de posição.

São 14 as armas principais para enfrentarmos uma batalha espiritual. No estudo de hoje, vamos ver sobre as 07 primeiras que devemos usar diariamente.

1. Dedicação à verdade
2. Vida de retidão em todas as áreas ( vida transparente )
3. Proclamação do Evangelho
4. Fé
5. Amor
6. Certeza da salvação
7. Oração perseverante


Quando usamos essas armas contra o inimigo, é como se nós jogássemos uma bomba no arraial de satanás, e a igreja sai vitoriosa porque a presença do Reino de Deus se manifesta poderosamente.

A igreja do senhor hoje, é chamada à um desafio diário e precisa estar em batalha espiritual constante contra as armas do mundanismo, que tenta entrar na igreja, e em muitas delas tem entrando através da psicologia, das doutrinas humanistas, da filosofia, da neurolinguística, das atividades e passatempos emocionantes que substituem a oração, a fidelidade incondicional à Palavra de Deus, a fé, a justiça, o poder do Espírito Santo.

Na cidade de Linhares, no Espírito Santo, o pastor de uma igreja, no dia das Bruxas ( festa do halloween ), se veste de espantalho e sobe no púlpito e prega, vestido de espantalho, alegando não ter nenhum problema porque isso é apenas uma representação.

Com certeza, que essa maldição trazida pelo próprio sacerdote da igreja, traz resultados espirituais trágicos para as famílias, que passam a ser dominadas e manipuladas pelas forças malignas que agem por detrás da festa da Halloween.

Precisamos assumir nossa posição diante do mundo espiritual. Temos que saber quem somos em Cristo Jesus para usarmos os direitos e privilégios decorrentes da autoridade conquistada por Jesus, para nós.

Jesus morreu na cruz no meu lugar. É como se eu tivesse sido crucificada juntamente com Ele. Quando Ele ressuscitou, eu ressuscitei com Ele. Quando Ele se assentou à direita do Pai nos lugares celestiais, Ele me levou juntamente com Ele. Portanto, eu estou assentada nos lugares celestiais com Ele. Essa é a minha posição em Cristo Jesus!!! Aleluia!!!

Somos:
Embaixadores de Cristo - II Co 5:20
Templo do Espírito Santo - I Co 3:16
Direito de chamar a Deus de Aba-Pai - Rm 8:15
Adotado pelo Pai como filhos - Ef 1:5
Nossos pecados foram perdoados - Cl 1:14
Selados pelo Espírito Santo - Ef. 1:13

Estas e muitas outras posições nos foram dadas, e além disso, Jesus compartilhou conosco a autoridade que Ele recebeu do Pai.Quando cremos nele, recebemos essa autoridade. Temos em Cristo, autoridade para:

Pisar em serpentes e escorpiões e sobre o poder do inimigo - Lc. 10:19
Expelir demônios - Mc 3:14
Curar todos os tipo de enfermidade - Mt. 10:1

Quando assumimos nossa posição em Cristo, e recebemos dele autoridade, passamos a usar as armas com destreza, e aí sim, podemos nos revestir da armadura de Deus e estaremos prontos para enfrentar qualquer tipo de Batalha Espiritual. Estaremos prontos para enfrentar qualquer um dos níveis do império das trevas. Como soldados, estaremos prontos para guerrear, e com certeza sairemos vitoriosos. Se você não se posiciona, você tem medo. Se você tem medo, você não usa as armas e é derrotado.

Sempre que surgir um desafio, devemos enfrentar agressivamente as forças das trevas, tendo sempre em mente, que quando nós esperamos no Senhor, Ele vai nos mostrar qual estratégia ou método de guerra usar. Deus é um deus de relacionamento, é um Pai apaixonado por sua família e Ele dá mais prioridade ao AMOR do que ao serviço (o ativismo nos distância de Deus). É o nosso relacionamento com Cristo que nos prepara para as batalhas; sejam elas grandes ou pequenas, sempre sairemos vitoriosos, desde que usemos a arma certa, no local certo, e na hora certa.
Missionária Vânia Cardoso

O Valor de Muitos Conselheiros


O Valor de Muitos Conselheiros
Por Robert Tamasy

Tempos atrás recebi o telefonema de um amigo que me contou sobre uma nova empreitada empresarial que estava planejando. Ele perguntou se eu, sendo escritor, poderia sugerir um nome atraente, bem comercial para o empreendimento. Meus amigos me conhecem como o sujeito a quem nunca faltam palavras. 

Antes de começar a pensar em nomes interessantes para a startup, perguntei ao meu amigo se ele tinha feito sua due diligence, investigando e pesquisando os prós e contras para aquele tipo de empresa em particular. Ele disse que já tinha feito isso e estava ansioso para começar. Eu não tinha informações sobre aquele tipo de negócio, mas dois amigos meus haviam se aventurado em empreendimentos como aquele no passado. Sendo assim, insisti com meu amigo para que entrasse em contato com eles e perguntasse sobre sua experiência. Meu desejo não era desestimulá-lo ou fazê-lo mudar de ideia, mas sim assegurar que examinasse todos os aspectos do negócio em questão para evitar problemas futuros. 

Anos atrás aprendi um princípio importante para tomada de decisões.  Nós temos a tendência de tomar decisões com base em emoções, e depois justificar tais decisões com fatos – fatos que deem suporte ao curso de ação que queremos adotar. Ás vezes isto funciona, mas outras vezes a abordagem tipo “emoções em primeiro lugar, fatos em segundo” pode levar ao desastre. Sentimentos podem promover – e frequentemente promovem – julgamentos nebulosos. 

Sendo assim, como evitamos essa armadilha potencial? Buscando conselhos e informações de pessoas em quem confiamos - mesmo aquelas que não temos certeza se irão concordar e apoiar tudo o que desejarmos fazer. 

O livro de Provérbios tem muito a dizer sobre este tópico. Por exemplo, ele afirma: “Sem diretrizes a nação cai; o que a salva é ter muitos conselheiros.” (Provérbios 11:14). Uma passagem similar nos fala: “Os planos fracassam por falta de conselho, mas são bem-sucedidos quando há muitos conselheiros.” (Provérbios 15:22). Aqui estão outros princípios extraídos de Provérbios que se relacionam com a tomada de decisões e a busca de conselhos de outras pessoas: 

Seja cauteloso e não confie somente em seu julgamento.  Decisões, especialmente as apressadas, podem ser justificadas e desculpadas com muita facilidade. “Esta é uma oportunidade única na vida, e se eu não agir agora, vou perdê-la!” – raciocinamos. Ou então, dizemos a nós mesmos: “Eles (os que não concordam conosco) simplesmente não compreendem.” Mas Provérbios 28:26 nos adverte:  “Quem confia em si mesmo é insensato, mas quem anda segundo a sabedoria não corre perigo.”

Procurar o conselho de outros pode revelar o modo de pensar errôneo. Será que estamos tomando decisões baseadas em emoções ou sem considerar todos os fatores envolvidos?  Conselheiros sábios podem oferecer segurança – ou revelar falhas no nosso raciocínio. “O caminho do insensato parece-lhe justo, mas o sábio ouve os conselhos.” (Provérbios 12:15).

Sermos humildes e nos dispormos a ouvir conselhos é por si só um ato de sabedoria. Procurar outras pessoas em busca de conselho pode parecer humilhante, especialmente quando acreditamos que estamos certos. Mas se nosso objetivo for tomar a decisão certa, a humildade de consultar outras pessoas já é um ativo.  “Ouça conselhos e aceite instruções, e acabará sendo sábio.” (Provérbios 19:20). “Se você parar de ouvir a instrução, meu filho, irá afastar-se das palavras que dão conhecimento.” (Provérbios 19:27). 

Em retrospecto, a compreensão do que devia ter sido feito é total. Quando buscamos conselho, especialmente quando ponderamos sobre decisões difíceis, complexas, outros podem nos dar sua própria visão retrospectiva, arduamente conseguida. Assim, não teremos que conquistá-la por meio do sofrimento da tolice e do fracasso. 


quinta-feira, 24 de março de 2016

TRANSFORMADOS

 
 E todos nós, que com a face descoberta contemplamos a glória do
Senhor, segundo a sua imagem estamos sendo transformados com glória
cada vez maior, a qual vem do Senhor, que é o Espírito.
    -- 2 Coríntios 3:18

PENSAMENTO:
   Transformados... com glória cada vez maior”. Em outras palavras,
é um processo contínuo, mas com a ajuda contínua do Espírito,
chegaremos ao nosso alvo – ser como Jesus!  O ponto é que não
devemos desistir durante a jornada. Vamos continuar olhando a Jesus
e confiando que o Espírito Santo está fazendo a obra de Deus em
nós, fazendo-nos mais e mais à imagem de Jesus cada dia.

ORAÇÃO:
   Pai, por favor, perdoe-me pelas vezes que deixei minha fé
minguar e perdi meu foco em Jesus. Por favor, abençoe-me ao tentar
ser mais intencional nos meus planos, especialmente na minha
maturidade espiritual. Por favor, faça-me mais e mais semelhante a
Jesus cada dia. Em nome de Jesus eu oro. Amém. || Veja a imagem
especial deste de hoje!


http://www.iluminalma.com