Salmo

domingo, 15 de agosto de 2010

Espírito de poder





Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros (Isaías 9:6).
Maravilhosas profecias
No tempo do Senhor Jesus, o livro do profeta Isaías era lido com regularidade nas sinagogas, como o próprio Senhor fez em Nazaré. Os judeus deveriam ter reconhecido que Ele era o Messias anunciado pelo profeta (Lucas 4:16-21). Vejamos três dessas profecias:
“Um menino nos nasceu.” É o Filho do Homem, “nascido de mulher” (Gálatas 4:4), da virgem Maria, porém concebido pelo Espírito Santo (Mateus 1:18-23). Foi o sinal dado pelos anjos aos pastores de Belém: “Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura” (Lucas 2:12).
“Um filho se nos deu.” Deus deu Seu Filho, o “Filho unigênito, que está no seio do Pai” (João 1:18). No Evangelho de João, muitas vezes o Senhor Se apresenta como o Filho de Deus; por esse motivo os chefes dos judeus O condenaram (Lucas 22:70-71).
“O principado está sobre seus ombros.” Embora humilde e manso, o Senhor Jesus estava investido de uma autoridade que impregnava cada uma de Suas palavras e ações. Os judeus da Galiléia “admiravam a sua doutrina porque a sua palavra era com autoridade” (Lucas 4:32). Por isso sua perplexidade: “Que palavra é esta, que até aos espíritos imundos manda com autoridade e poder, e eles saem?” (v. 36). Os líderes religiosos também constatavam essa autoridade, não obstante, continuavam cegos pelo afã de manterem o seu status.
Depois do arrebatamento da Igreja e em meio à grande tribulação, parte do povo de Israel se arrependerá e reconhecerá o Senhor Jesus como Messias. Será o começo de Seu reinado glorioso.

Um comentário:

Iracema disse...

Passando para uma visitinha. Que mensagem linda, irmã Lea. Deus continue te abençõando e te inspirando. Um grande beijo.
Iraluz
http://luzqueacendenastrevas.blogspot.com