Salmo

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Quem és tu que julgas o servo alheio?

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Quem és tu que julgas o servo alheio? Para o seu próprio senhor
está em pé ou cai; mas estará em pé, porque o Senhor é poderoso
para o suster.
    -- Romanos 14:4

PENSAMENTO:
   Paulo está falando sobre julgar pessoas sobre questões centrais
da nossa fé. Ele nos lembra de quem é o trabalho para julgar estas
questões.  Ele também nos lembra que a pessoa que julgamos pertence
ao Senhor. Que direito nós temos de julgá-los? Tantas vezes achamos
falta nos outros, julgamo-los sobre uma questão insignificante, mas
nunca lidamos com o pecado óbvio da nossa própria vida.  Vamos
lembrar que responderemos a Deus pelo que fazemos tanto quanto a
outra pessoa que julgamos.’

ORAÇÃO:
   Pai perdoe-me. Confesso que tenho errado, julgando outras
pessoas quando não tinha direito nem autoridade para tal.  Sei que
Jesus morreu para redimi-los.  Sei que o Senhor os ama e tem um
plano para cada um deles.  Por favor, use-me para encorajá-los, não
desanimá-los. No nome de Jesus eu oro. Amém.

http://www.iluminalma.com

Um comentário:

Vanderleia disse...

Bom dia Lea.
Linda mensagem.
Que Deus abençoe vc e sua familia.
Paz!
http://cantinhorestaurado.blogspot.com.br/